Taques não paga dívida e UTI Pediátrica fecha em definitivo

Escrito por:
Fechamento da UTI Pediátrica será em definitivo

Em decorrência da dívida que o governo de Mato Grosso tem para com a Santa Casa e Maternidade de Rondonópolis, a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Pediátrica está fechando suas portas, em definitivo, devido à transferência dos pediatras intensivistas- vindos do Paraná e do Tocantins – que atendiam a unidade, estarem se transferindo para outras cidades do Estado, por também estarem com seus salários atrasados desde julho deste ano.
O total da dívida da Secretaria de Estado de Saúde para com a Santa Casa chega a R$ 5, 3 milhões e conforme matéria veiculada anteriormente, por falta de pagamento desde julho dos plantões do corpo clínico da instituição, estão suspensos os atendimentos/procedimentos eletivos da maternidade, internações pediátrica, cirurgias e reduzindo as internações nas UTI’S e setores citados acima, para os casos cirúrgicos eletivos não urgentes ou emergências, desde o dia 26 de outubro passado.
Calote
Tão logo foi veiculado o novo “calote” do governo Pedro Taques (PSDB) – o segundo este ano, a SES emitiu nota não reconhecendo a dívida com a Santa Casa, mas voltou atrás rapidinho, assumindo que na realidade, não havia recursos para cumprir o acordo dos repasses.
O fechamento definitivo da UTI Pediátrica, que atende crianças de 29 dias a 13 anos e que possui 10 leitos, deve acontecer tão logo sejam transferidas as duas crianças que ainda permanecem na unidade, que estão sendo atendidas por dois dos 10 pediatras intensivistas que estavam lotados no setor.
Segundo a assessoria de Comunicação da Santa Casa de Rondonópolis repassou ao Blog Estela Boranga comenta, o desgaste da instituição junto à opinião pública nacional é enorme, com profissionais da Saúde de outros Estados evitando virem para cá, uma vez que já se tornou tradicional o atraso de salários na instituição de Saúde, cuja culpa deve-se, diretamente, ao governo de Pedro Taques.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *