Troca-troca

Escrito por:
Valtenir é “mestre” no troca-troca
(Circuito MT)

Segundo levantamento do G1, 135 dos 513 deputados federais trocaram de partido no atual mandato, mudando de sigla 189 vezes.
O troca-troca deve ser intensificado até o dia 08 de abril, quando será fechada a “janela partidária” – período em que os deputados podem trocar de sigla, sem ficarem sujeitos a perder o mandato por infidelidade partidária.
Regras
A legislação eleitoral estabelece que os parlamentares só podem mudar de legenda nas seguintes situações:
Incorporação ou fusão do partido;
Criação de novo partido;
Desvio no programa partidário;
Grave discriminação pessoal.
Mudanças de partido, sem essas justificativas podem levar à perda do mandato.
Todavia, como aprovam o que pode lhes beneficiar, desde 2015, está em vigor a possibilidade de janela partidária, que acontece nos 30 dias que antecedem o último dia de prazo para a filiação partidária (seis meses antes da eleição).
Mato Grosso
Da bancada mato-grossense, o deputado Valtenir Pereira trocou de partido quatro vezes, desde que assumiu o mandato iniciado no Pros, passando depois pelo PMN, MDB e agora no PSB.
Na semana passada, Adilton Sachetti e Fábio Garcia deixaram o PSB, com o primeiro se filiando ao PRB e o segundo assinando filiação no DEM. Já Victório Galli deixou o PSC, para se filiar ao PSL.
Da Redação com G1

Continue Lendo


um comentário

  1. Estamos diante de um candidato “TROCA-TROCA”. Bom slogan para a próxima campanha. Em tempo: Já morei numa cidadezinha que tinha um candidato conhecido por “TROCA TAPA”. O cara era brigão e gostava de apanhar, inclusive de mulher.

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *