Tudo em casa

Escrito por:
Amizade, é tudo
(Arquivo pessoal/Facebook)

A falsa moralidade apregoada durante a campanha por Jair Bolsonaro e seus defensores, não tardou as dar as caras.
Além do filho do vice-presidente general Mourão (PRTB), ter sido promovido esta semana no Banco do Brasil, do cargo de assessor empresarial da área de agronegócios (com salário entre R$ 12 a R$ 14 mil) para assessor especial de Rubem Novaes – nomeado esta semana, presidente do BB -, com salário (mais do que triplicado) para 37,5 mil reais, também Bolsonaro é um “pai”, pros amigos.
Ontem, Jair Bolsonaro nomeou seu particular amigo Carlos Victor Guerra Nagem (capitão-tenente da reserva da Marinha e funcionário de carreira da Petrobras, há 11 anos), para assumir a gerência executiva de Inteligência e Segurança Corporativa da estatal, com salário passando de R$ 15 mil para 50 mil reais.
Na mesma linha de e
Na mesma linha de Hamilton Mourão encerrar o assunto sobre a promoção do filho, só que com outras palavras, Jair Bolsonaro postou em seu Twitter ontem, sobre a indicação de seu particular amigo: “Mesmo que muitos não gostem, estamos no caminho certo”.
Já para aumentar o salário mínimo em R$ 8 reais, o “bicho pegou” pro lado do trabalhador.
Esta, é a “Pátria Amada, Brasil” ?


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *