Unemat/Rondonópolis: negociações estão em estágio avançado

Escrito por:
Prefeito fez o anúncio, durante encontro de educadores

Após anos de lutas das classes estudantil, política e sociedade civil organizada da cidade, a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) pode se tornar realidade em Rondonópolis, após intervenção do prefeito Zé Carlos do Pátio (SD) junto ao governador de Mato Grosso, Pedro Taques (PSDB).
A informação foi feita pelo chefe do executivo rondonopolitano, durante o “1º Encontro de Educação da Rede Municipal de Ensino/2017″ que ocorreu na noite de quinta-feira (30), no Espaço Ideias.
União
De acordo com o prefeito, no próximo dia 18, o Conselho Superior da Unemat irá se reunir para decidir sobre a vinda da instituição para Rondonópolis. “Nesta semana estivemos discutindo com o secretário de Ciência e Tecnologia, Domingos Sávio, com o governador Pedro Taques e com a reitora Ana Di Renzo, sobre o assunto. Podemos adiantar, que todos estão unidos para trazer a universidade para cá,” comentou Pátio.
Confiante
“O município já se colocou à disposição em dar contrapartida e fico feliz, quando fui prefeito a primeira vez trouxemos a escola técnica federal, será um grande avanço. Tive uma conversa muito forte com o governador Pedro Taques de trazer a Unemat, estou bem positivo, a reitora Ana Di Renzo está trabalhando forte por isso, estamos querendo que Rondonópolis seja um projeto de Educação, que aqui respire Educação,” destacou o prefeito.
Reivindicação antiga
Em uma de suas campanhas passadas, Zé Carlos do Pátio já havia defendido a bandeira de instalação de um campus da Unemat no município, mas foi “sufocado” por “forças ocultas”, que não desejavam a criação de mais uma universidade pública e gratuita, como a UFMT, aqui.
Rondonópolis, apesar de ser o segundo pólo sócioeconômico e político de Mato Grosso, ainda não possui um campus da Unemat em seus limites, apesar dos esforços contínuos para a implantação de uma unidade, aqui.
Enquanto isso, cidades menores que a nossa, em potencialidades e também em ocupação demográfica, já contam há anos com um campus da Unemat, como é o caso de Alta Araguaia, Alta Floresta, Barra do Bugres, Cáceres, Colíder, Diamantino, Juara, Luciara, Nova Mutum, Nova Xavantina, Pontes e Lacerda, Sinop e Tangará da Serra.

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *