UPA e PSFs têm atribuições diferenciadas

Escrito por:
UPA atende casos mais graves

Por falta de informação adequada, grande parte da população desconhece a diferença que existe entre o  atendimento pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e pelos PSFs, que possuem serviços distintos  e de acordo com a gravidade da situação.
Responsáveis por casos de média complexidade, as UPAs funcionam por 24 horas por dia durante os sete dias da semana e são destinadas a circunstâncias como acidentes e ocorrências, que requerem atendimento emergencial.
Integrando a mesma rede de atendimento, mas em outra frente, estão as unidades do PSF, cuja competência são indisposições mais simples do dia a dia. Os PSFs têm como foco a promoção da saúde, a prevenção de doenças e ainda a recuperação e reabilitação de patologias mais simples de serem tratadas.
Prioridades
“A UPA é voltada para urgência e emergência. Então, quando alguém se dirige a UPA e não está enquadrado nesses casos, vai demorar a ser atendido, muitas vezes, desnecessariamente. Isso porque lá ocorre a classificação de risco em verde e azul, que não são prioridades”, explica a secretária de Saúde de Rondonópolis, Izalba Albuquerque, referindo-se ao instrumento utilizado para identificar os pacientes, de acordo com o grau de sofrimento e potencial de risco por meio de cores.
Izalba ainda ressalta, as consequências desse tipo de conduta: “Esse comportamento causa tumulto na UPA, já que, se a pessoa que não é indicada como prioridade se encaminhasse a um PSF, receberia atendimento mais rapidamente. Sem falar que, muitas vezes, enquanto o médico está se dedicando a prestar atendimento em um caso mais simples chega um paciente de emergência, que precisa aguardá-lo para receber os cuidados devidos”.
Os PSFs funcionam de segunda a sexta-feira, das 7h às 11h e das 13h às 17 horas. Há ainda três unidades que ficam abertas no terceiro turno, das 18h às 24h: PSF Cidade de Deus, PSF Vila Olinda e PSF Vila Itamaraty.
Creio que tenha faltado apenas no útil esclarecimento feito pela Secretária de Saúde, informações para aonde as pessoas que necessitam de atendimento médico devem se dirigir nos finais de semana, quando os PSFs estão fechados.
O blog tentou manter contato com Izalba Albuquerque por telefone, para dirimir essa dúvida, mas até o fechamento da matéria não havia logrado êxito.


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *