Valdir Farinha morre ao reagir a assalto (Vídeo)

Escrito por:
Valdir reagiu e foi morto pelo assaltante

Nas primeiras horas da noite de hoje (12), o empresário e também presidente do Conselho de Segurança – Centro (Conseg), Valdir Farinha (60), foi baleado e veio a óbito, ao reagir a uma provável tentativa de assalto, quando estava na calçada em frente a sua residência, na rua D. Pedro II no bairro Monte Líbano, acompanhado da esposa, Elisângela, e de um casal de amigos. (Veja o vídeo, no fiinal da matéria)
Pelas primeiras informações colhidas pelo blog, após o ato que culminou na morte de Farinha, o assassino teria se juntado a outro marginal e descido a rua D. Pedro, passando pela UPA, onde teriam roubado um veículo e empreendido fuga.
Os marginais teriam sido interceptados e presos pela Polícia Militar, próximo à ponte sobre o rio Arareau, no Jardim Primavera.
Há cerca de quatro anos atrás, Valdir foi vítima de assaltantes, quando foi surpreendido enquanto consertava o portão de sua residência, pelo lado de dentro.
Naquele momento, conseguiu sair ileso por ter procurado proteção atrás de um vaso de plantas, apesar dos delinquentes terem atirado em sua direção.
Valdir era dedicado à função de presidente do Conseg, tendo contribuído em muito, para o reforço da segurança púbica da cidade, com a qual não foi possível ter contado a tempo, nesse triste e pesaroso momento.
Atualizada hoje (13)
Ao contrário do publicado inicialmente, o assassino não foi preso na operação da PM e se encontra foragido, sendo procurado pelas forças policiais da cidade e da região.
A PM descarta que o crime tenha ligações com execução, como se chegou a cogitar a princípio pelas redes sociais.
O velório está sendo realizado numa das capelas mortuárias do Cemitério Municipal de Vila Aurora e o sepultamento será às 17 horas, no mesmo local.


3 comments

  1. Um homem.honrado e dedicado ao bem da cidade. Tive a honra de conhecê lo e atuar com ele na União dos Conseg de Mato Grosso e também num caso contra a corrupção. Que o Senhor Deus conforte a família e amigos.

  2. Enquanto isso vemos “otoridades” pomposamente bravateando em amistosas entrevistas que nossa cidade está “pequena pra criminalidade”. Doce engano da agradável “bolha” reconfortante. Para o bom entendedor!

    1. Trista né! Anos atrás Eu e Valdir, estivemos no velório de nosso amigo Russiovando pelo mesmo motivo, agora foi a sua vez, até quando vamos ter que sepultar pessoas boas, queridas e produtivas que sucumbem nas mãos de pessoas opostas…ontem foi você amigo, quem sabe amanhã serei eu, meu vizinho ou um amigo próximo… até quando?

Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *