Vigilância Sanitária interdita achocolatado Itambezinho

Escrito por:
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Fiscais da Vigilância Sanitária (VS) de Rondonópolis interditaram ontem, a comercialização da bebida láctea UHT Itambezinho Chocolate, produzida pela empresa Itambé. A ação atende determinação da Secretaria de Saúde do Estado (SES), que investiga a suspeita de morte de uma criança de 2 anos, após consumir o produto, na capital Cuiabá.
A Divisão de Vigilância Sanitária do município recebeu um memorando da SES, que relata o episódio da morte da criança na Capital, após ter consumido o produto.
O memorando da SES determina a interdição do produto até que o Laboratório Central de Cuiabá – Lacen conclua a análise da bebida láctea com 200 ml, data de fabricação de 25/05/2016 e validade até 21/11/2016.
A criança começou a se sentir mal, cerca de uma hora após consumir a bebida. Ela foi levada imediatamente ao hospital, mas não resistiu. Os pais dela também tomaram pequena quantidade do produto e a mãe passou mal.
A equipe de fiscais da VS efetuou uma série de contatos telefônicos com supermercados, conveniências, lanchonetes e bares de Rondonópolis, para o produto comercializado na cidade, fosse retirado da área de vendas até a conclusão da análise laboratorial. Caso o resultado seja negativo, a bebida pode voltar a ser comercializada normalmente.
Caso a morte da criança tenha relação com o consumo do produto, a venda do Itambezinho Chocolate que faz parte do lote analisado, ficará proibida.
Com GCS/PMR

Continue Lendo


Opine aqui

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *